RPTF | VOLUME 3 | ANO III

Intervenção para a aversão alimentar: um estudo de caso

Ana Batista | Ana Rita Fonseca | Marisa Lousada | Catarina Oliveira

 

RESUMO

Objetivo: O objetivo principal do presente estudo é explorar, descrever e avaliar as mudanças do processo alimentar, por via oral, de uma criança, antes e depois da intervenção para a aversão alimentar.

Métodos: Trata-se de um estudo de caso com aplicação de uma intervenção para a aversão alimentar, com recurso às etapas dos programas The fun with food e Just take a bite, a uma criança de cinco anos de idade, um extremo prematuro, diagnosticado com Perturbação do Espetro do Autismo aos três anos de idade. 

Resultados: Após a intervenção, que durou cinco meses, foram observadas evoluções no comportamento alimentar da criança, por via oral, passando de um diagnóstico de aversão alimentar resistente para parcial. De apenas ingestão de líquidos e pastosos a criança mostrou-se capaz, após intervenção, de ingerir sopa não passada, um segundo prato, constituído por uma variedade de alimentos com texturas pastosas e sólidas, seguido de fruta laminada.

Conclusão: Foram observadas melhorias do comportamento alimentar da criança após intervenção para a aversão alimentar. De salvaguardar que o presente estudo se debruça sobre uma situação específica com uma metodologia de natureza descritiva, em que a generalização não faz qualquer tipo de sentido.

 

Palavras-chave: Aversão alimentar, Intervenção, Criança; Perturbação do Espetro do Autismo

DOI: dx.doi.org/10.21281/rptf.2015.03.02

Citação: Batista A, Fonseca AR, Lousada M, Oliveira C. Intervenção para a aversão alimentar: um estudo de caso. Revista Portuguesa de Terapia da Fala (APTF), 2015, 3: 16-23.
 
Copyright © 2015 Associação Portuguesa de Terapeutas da Fala
 

A Revista Portuguesa de Terapia da Fala é uma publicação da Associação Portuguesa de Terapeutas da Fala |  Copyright © 2020