RPTF | VOLUME 5 | ANO IV

Contributo para o estudo da fidedignidade do uso do paquímetro na antropometria facial em adultos

 

Cátia Silva Pedrosa, Isabel Guimarães

 

RESUMO

Objetivo: O objetivo deste estudo é verificar se as medidas resultantes da avaliação da antropometria facial em adultos, com o usodo paquímetro, apresentam reprodutibilidade e repetitividade.

Métodos: Quatro indivíduos adultos foram submetidos a avaliação antropométrica facial direta (oito medidas) com o uso do paquímetro. A avaliação decorreu em dois momentos, distanciados por 42 dias, com nove examinadores no primeiro momento e 16 no segundo momento. Foi determinada a fidedignidade inter-examinadores (reprodutibilidade) através do Alfa de Cronbach e a fidedignidade intra-examinadores (repetitividade) com o coeficiente de correlação Ró de Spearman.

Resultados: A fidedignidade inter-examinadores (reprodutibilidade) é razoável (α=0.7-0.8) para 78% e 93.7% das medidas no primeiro e segundo momento respetivamente. A fidedignidade intra-examinador (repetitividade) não apresenta significância estatística para todas as medidas, exceto para o terço médio da face (rs=0.83, p<0.05).

Conclusão: A antropometria facial com paquímetro digital é uma técnica com reprodutibilidade razoável mas a repetitividade do seu uso não foi robusta no presente estudo.

 

Palavras-chave:  Antropometria facial, Paquímetro, Fidedignidade, Terapia da fala.

DOI: dx.doi.org/10.21281/rptf.2015.04.03

 
Copyright © 2016 Associação Portuguesa de Terapeutas da Fala
 

A Revista Portuguesa de Terapia da Fala é uma publicação da Associação Portuguesa de Terapeutas da Fala |  Copyright © 2020